Cultura e lazer

  • Lutar pela implementação de uma Secretaria Municipal de Cultura dentro da estrutura administrativa do poder executivo, com orçamento adequado e autonomia para execução de ações e projetos;
  • Lutar pela implementação de um Sistema Municipal de Cultura, fortalecendo, aprimorando e integrando Conselho, Plano e Fundo Municipal de Cultura de forma a garantir a permanência e a continuidade de uma política cultural no município integrada ao Sistema Nacional de Cultura;
  • Propor o aumento no orçamento municipal para a cultura que, atualmente, gira em torno de 0,3%, fazendo transição gradual anual, de 0,5% até chegarmos a 1% em 6 anos;
  • Promover a valorização do artista local favorecendo a sua contratação em shows, atividades culturais e comemorativas públicas por meio de cota mínima;
  • Reivindicar parte do orçamento da educação para ser aplicado na contratação de artistas locais para se apresentarem nas escolas municipais, gerando emprego e renda para os artistas e agregando mais cultura ao currículo de ensino municipal;
  • Propor projeto de lei que regulamente o repasse de 100% do couvert para os artistas que se apresentam em estabelecimentos comerciais, trazendo transparência e segurança na relação entre comerciantes e artistas e seguindo o exemplo deste PL Federal; 
  • Apoiar a criação de uma associação cultural de músicos e artistas que atue também como cooperativa de serviços buscando melhorar as condições de vida e trabalho da categoria; 
  • Fomentar festivais culturais tradicionais da cidade como “Festival Contato”, “Chorando sem parar”, entre outros; 
  • Fomentar a criação de festivais artístico/culturais e às competições esportivas; 
  • Promover a organização de uma agenda cultural anual com o intuito de auxiliar na articulação dos grupos artísticos da cidade; 
  • Promover a criação de sessão de cinema no teatro de arena “José Saffioti Filho”, anexo ao Teatro Municipal “Dr. Alderico Vieira Perdigão”;  
  • Fomentar as batalhas de Mc’s em praças públicas e com garantia de segurança pública para a juventude; 
  • Propor que o Conselho do Patrimônio, vinculado à Fundação Pró-Memória, regulamente o patrimônio imaterial do município (seguindo a política nacional); 
  • Promover a reativação da Pinacoteca com exposição das obras de Benedito Calixto que estão encaixotadas. 
  • Fortalecimento do Centro Municipal de Cultura Afro-brasileira de São Carlos. 
  • Proposta de isenção de IPTU para estabelecimentos culturais na retomada das atividades pós-pandemia em São Carlos

Apoie essa pauta também 

VOTE

DJALMA NERY

50501

Share This