Escolha uma Página

Compartilhe e apoie nosso trabalho

Não tem jeito. Eleita a palavra do ano em 2017, feminismo definitivamente está na boca de todo mundo. Se há algumas poucas décadas a gente só ouvia grandes intelectuais debaterem o assunto, como Simone de Beauvoir, hoje em dia temos de Bruna Marquezine à Rainha Beyoncé mandando um feminismo tranquilão sempre que podem.

Mas ainda resta aquele combinado geral para todo mundo entender do se trata esse discurso poderoso.

 

Afinal, o que é ser feminista?

Feminista: pessoa que acredita na igualdade social, política e econômica dos sexos.

 

1. Feminismo não é sobre mulheres tomarem o poder dos homens

Parece que a maior das confusões sobre o feminismo vem da ideia equivocada de que as mulheres querem ser melhores que os homens. Isso nos diz duas coisas: que talvez os homens, lá no fundo, tenham medo de serem tratados como eles próprios tratam as mulheres; e que também vivemos numa sociedade que não é tão fã de igualdade assim. Feminismo é sobre o oposto do que vivemos. É sobre sermos todos iguais, independente de gênero, etnia ou classe social.

Fonte da imagem

 
2. Feminismo é sobre liberdade – para todas as pessoas

O feminismo também não é uma seita de mulheres que não se depilam e pregam a extinção dos homens e a ditadura lésbica. É o contrário de tudo isso. Feminismo é o ideal concreto de uma sociedade que não se baseie em rótulos impostos: as mulheres não precisam se depilar, mas se quiserem, podem!

Ninguém precisa ser magra pra ser linda, ou uma exemplar mulher da tradicional família brasileira. E isso vale para os homens também. Nenhum homem precisa ser o macho alfa pra receber o selo de ‘normalidade social’ e ser aceito. Feminismo é a liberdade de ser o que se é.

Fonte da imagem

 
3. Feminismo é sobre o direito que todos nós temos ao próprio corpo

Meu corpo, minhas regras: esse é o mantra. É preciso transformar a mentalidade de que o corpo feminino é objeto de opinião pública. Sempre quando escutamos sobre um caso de violência sexual, é automático que se pergunte pela roupa da vítima.

Todas e todos devem ter direito de decidir pelo próprio corpo sem ter de pagar com o preço de serem violentadas. Isso também tem muito a ver com as identidades de gênero: é quando somos donas e donos dos nossos corpos que podemos exercitar nossa liberdade de amar e existir como bem entendermos.

Fonte da imagem

 
4. Feminismo é sobre política, ética e comunidades

Feminismo é um horizonte político, que necessariamente pensa uma sociedade igualitária e sem opressões. É uma filosofia de quebra de correntes e prisões. O feminismo também é uma maneira mais ética de olharmos pro mundo e pra nossas relações interpessoais e, porquê não, com o planeta. É sobre sermos justos e respeitosos com as individualidades e não violentarmos essas existências simplesmente porque podemos.

Feminismo é sobre a valorização dos vínculos comunitários de apoio mútuo entre pessoas, que acreditam que o mundo do jeito que está não vai nada bem, e somente com uma revolução de afeto e justiça social poderemos viver tempos melhores.

Fonte da imagem

Fonte da imagem de capa